3.09.2017

Como Fazer Espaços Verticais em Casa?

prateleiras para gatos
Espaço Vertical

Aqui na casa do Preguiça e da Leonor também investimos em tornar o nosso espaço o mais adequado possível para os nossos gatinhos. Como sabemos que os gatos adoram espaços verticais e os queremos ver o mais confortáveis possível adicionámos estas prateleiras para dar continuação ao nosso ginásio dos gatos. Este trepador, só por si já é um óptimo exemplo de espaço vertical, além de ter imensos postes onde os gatos podem afiar as unhas - um dos seus comportamentos naturais e que tantas chatices nos dá - tem prateleiras para descansarem e esconderijos que os gatos mais pequenos apreciam. A verdade é que os meus raramente os usaram e eu utilizo esses esconderijos para guardar os seus brinquedos.

3.03.2017

Dicas Rápidas #Taças III

Hoje partilhamos uma dica extremamente simples e super benéfica para os nossos gatos!

Já pensaram há quanto tempo (talvez anos) têm a taça dos vossos gatos exactamente no mesmo sítio? E já pensaram também como isso é monótono?
Como já explicamos diversas vezes, os gatos no seu estado natural são animais que caçam para se alimentarem... E o alimento não vai estar todos os dias à mesma hora disponível e à espera deles, como é óbvio. :) Portanto, eles mexem-se, exploram, ponderam, dão uso a todos os sentidos.

Então, uma boa solução é ser imprevisível e ir mudando o sítio da taça da ração. Isto faz com que tenham que usar a mente e explorar para se alimentarem dentro da própria casa.

Hoje uma das nossas taças vai para cima do móvel da TV.



2.22.2017

O que nos dizem as caudas dos nossos gatos?



Já explicámos que os animais comunicam através de uma mistura de sinais verbais e de linguagem corporal, que muitas vezes nós não conseguimos compreender bem. Todos nós estamos familiarizados com as caudas eriçadas dos gatos, mas existem vários significados para a forma como os gatos apresentam as caudas.

2.14.2017

Apresentação de Gatos - Tara e Pluma

dois gatos
Tara e Pluma

Apresentações de gatos por vezes parece ser uma missão impossível. Decidimos que estava na hora da nossa Tara ter uma companhia e como ainda não nos sentimos preparados para adoptar outro gato, falamos com uma associação local (a Streetdogs) e estamos a fazer de Família de Acolhimento Temporário de uma gatinha, a Megan - cá em casa chamamos-lhe Pluma. 

2.09.2017

Estimulação Mental - Da teoria à prática

brinquedos cão
Aikiou Dog Bowl
Já falámos imensas vezes sobre a importância da estimulação mental e das vantagens que trazem a utilização de brinquedos e puzzles para prevenir o aborrecimento dos nossos animais, principalmente para quem deixa os cães sozinhos durante o dia. Hoje mostramos como podem inserir estes momentos no vosso dia-a-dia só com pequenas alterações nas rotinas.

1.27.2017

Decorações em Casas Felinas

Prateleiras para Gatos
Espaço Vertical

Adoramos ver os nossos gatos felizes e investimos nisso mesmo. É como uma missão de vida :)

Desta vez decidimos aproveitar um cantinho da nossa parede e torná-lo bonito (aos nossos olhos) e interessante (aos olhos da Tara). 
Na verdade já tínhamos há algum tempo a prateleira e o cubo feitos pelo pai da Adriana e apenas pintamos e demos um toque mais apelativo, enquadrando na nossa decoração. 
Enriquecimento ambiental nunca é demais!

11.19.2015

Esconderijos para Gatos na Doença

trepadores e ginásios para gatos


Já falámos aqui de esconderijos dos nossos gatos e de como podemos criar lugares ou ter recursos para que se sintam seguros como caixas de cartão, de forma a que assim consigam lidar com elevados níveis de stress. Hoje aproveitamos para relembrar esta temática e falar sobre o comportamento do Preguiça que esteve doente (não se preocupem que já recorremos aos cuidados da Língua de Gato e o nosso gatarrão já resolveu os seus problemas).

Quando estão doentes os gatos tendem a procurar um sítio para se esconder, cá em casa a especialista nestes assuntos é a Leonor, por isso quando vimos o Preguiça a andar rápido, rente ao chão e a procurar esconderijos tivemos a certeza que algo estava errado com ele.

Estes últimos dias, o Preguiça passou-os debaixo de camas, em sítios muito altos (como o nosso trepador), dentro de armários, na caixa transportadora, etc.. Nestas alturas o ideal é deixá-los escolher o sítio, se for possível. Neste caso não podia deixar o Preguiça com acesso à casa toda mas tivemos que garantir que ele tivesse locais onde se sentisse seguro, até porque o nosso gato tem destreza suficiente para abrir portas.

Para verem como estava stressado o Preguiça, além de se recusar a deixar o seu sítio seguro para comer, se por algum motivo tinha que sair dele a sua respiração alterava-se e mal podia voltava a correr para o local de onde o tirámos.

Não se esqueçam que é preciso ter cuidado, porque com um gato tão assustado é fácil terem comportamentos mais agressivos. Atenção à linguagem corporal, sinais sonoros (bufar, rosnar) ou arriscam-se a levar umas dentadas ou arranhadelas.

Importa também referir que para nosso grande desgosto, nem sempre os nossos animais procuram conforto no nosso colo ou se sentem melhor por estarmos a fazer-lhes festinhas. Muitas vezes isto até poderá ser muito desconfortável. Tentem prestar atenção aos sinais que os vossos gatos vos dão e deem-lhes espaço caso seja disso que eles necessitam.